cinza (1) (Copy)
Pesquisar
Close this search box.

Eficiência energética na indústria: manter a produtividade ou produzir mais usando menos recursos energéticos

Compartilhe nas redes sociais!

A eficiência energética consiste na capacidade de se manter a produtividade ou produzir mais com menos recursos energéticos, evitando desperdícios, perda de dinheiro e mau uso das fontes de energia.  

 

Considerar ações de melhoria da eficiência energética representa um forte diferencial competitivo, uma vez que isso potencializa os ganhos em desempenho, redução de custos, inovação tecnológica e sustentabilidade para as indústrias.

 

Neste artigo vamos falar sobre o consumo de energia nas indústrias brasileiras, o potencial de economia estimado para o setor e ações para tornar o consumo energético mais eficiente.  

 

Continue a leitura para saber mais! 

 

 

Como a indústria consome energia no Brasil?

Para falar sobre eficiência energética é importante entender o perfil de consumo da indústria. Segundo o BEN (Balanço Energético Nacional) o setor industrial consumiu 32,3% da energia no Brasil em 2021 e só ficou atrás do setor de transportes que consumiu 32,5%. 

Em paralelo, de acordo com o Atlas da Eficiência Energética no Brasil 2021, o país ficou 21% mais eficiente energeticamente entre 2005 e 2020, mas a indústria foi quem menos contribuiu para esse indicador, representando apenas 10% de economia.  

Diante desse consumo significativo e a baixa contribuição nas iniciativas de economia de energia, surge a necessidade de as indústrias considerarem ações em prol da eficiência energética. A boa notícia é que oportunidades não faltam.

 

Segundo estudo da EPE (Empresa de Pesquisa Energética) o volume de consumo que pode ser reduzido mantendo ou aumentando a produtividade na indústria é de 10,9%.

E vale considerar que todo esse potencial de economia viabiliza ganhos econômicos a partir da redução de custos com fontes de energia e também ambientais, já que contribuem para a diminuição da emissão de CO2 no setor industrial. 

Eficiência energética na prática

Para explorar esse potencial de economia de recursos é preciso implementar um plano de gestão de eficiência energética nas indústrias. Dentre as principais ações a serem consideradas, podemos citar: 

 

  • Análise efetiva do consumo energético e mapeamento do potencial de economia existente na planta; 
  • Otimização dos processos para atingir condições de operação ótimas, minimizando custos e maximizando a eficiência, evitando problemas de variabilidade e incertezas em relação ao consumo de energia; 
  • Modernização da infraestrutura para viabilizar a coleta e análise de dados do processo através de sistemas de inteligência computacional;  
  • Sustentação de resultados no longo prazo, já que os processo industriais são dinâmicos e mudam suas características ao longo dos anos. 

Atualmente, com as tecnologias e métodos disponíveis, existem muitas formas de economizar energia e obter vantagens competitivas. Aqui na TAGNA contamos com um time de especialistas para resolver os desafios que comprometem a eficiência energética e atuamos desde a implementação de soluções de otimização até a sustentação de resultados no longo prazo. 

 

 

Quer melhorar a eficiência energética na sua indústria? Fale com um XPERT 

 

Nos próximos dias vamos compartilhar mais conteúdos sobre eficiência energética em processos térmicos. Se o seu processo envolve transferência de calor, fique de olho em nossas redes sociais e saiba como resolvemos desafios específicos dessa categoria. 

Aproveite para ler outras publicações!

Insights

Inovação é sobre pessoas

Até hoje, algumas empresas ainda sofrem com a herança do Fordismo na cultura organizacional: ambientes de trabalho sistemáticos, desvalorização das pessoas e um formato de

continue lendo