Além da integridade de dados a sustentabilidade de soluções é outra competência muito importante para obter bons resultados na indústria.

Afinal, como dar continuidade no sucesso de um empreendimento em tecnologia industrial? É possível SUSTENTAR o gigantesco volume de tecnologias inovadoras que tendem a crescer de forma exponencial nas indústrias nos próximos anos? Aproveite o conteúdo e entenda como sanar esses desafios.

A ADOÇÃO DE TECNOLOGIAS PARA OBTENÇÃO DE RESULTADOS

Geralmente uma indústria faz investimentos em soluções tecnológicas de ponta e inovadoras buscando retorno para seu negócio e o crescimento das pessoas que fazem parte dele. Estou falando o óbvio para a maioria das pessoas, mas este é o fundamento de tudo e precisamos alinhar esta premissa antes de desenvolver qualquer raciocínio.

Falando de retorno, benefícios tangíveis e intangíveis, o cenário econômico projetado dita as regras da estratégia de negócio e, consequentemente, isso deve ser refletido nos resultados esperados em soluções tecnológicas. Se estamos em um momento de crise econômica e alta competitividade no mercado, a redução de custos e aumento da eficiência (produzir mais com menos custo) estarão em evidência.

Por outro lado, se estivermos em um momento de crescimento da economia, valorização ou o aumento da demanda de mercado pelo produto de uma determinada indústria, certamente seu foco maior será o aumento da produtividade de suas áreas gargalo para que, consequentemente, haja um aumento de sua produção, principalmente dos produtos que tenham maior margem de lucro.

Estas são regras bem simples de mercado que se aplicam muito bem na prática e já tive a oportunidade de vivenciar a alternância por algumas vezes em minha carreira. Nos últimos anos, o primeiro caso (redução de custo) predominou na maioria dos clientes com os quais pude trabalhar.

Independente do cenário, o uso de soluções tecnológicas industriais baseadas em otimização e automação de processos serão sempre o caminho ideal para captura de ganhos rápidos e adaptáveis às necessidades estratégicas da empresa sem que haja grandes investimentos em CAPEX. É por isso que as soluções da indústria 4.0, com todas as suas inovações, se tornam algo tão atrativo para os clientes industriais. Além do fato de estarem se preparando para um futuro em que a transformação digital é inevitável e mandatória, não há volta, o mundo está se transformando muito rápido e as indústrias devem se adaptar a este cenário de forma ágil.

SUSTENTABILIDADE DE RESULTADOS NA INDÚSTRIA 4.0

Há uma questão que devemos destacar e que deveria ser uma preocupação para as lideranças das indústrias: como SUSTENTAR este gigantesco volume de tecnologias inovadoras já aplicadas e que tendem a crescer de forma exponencial nas indústrias nos próximos anos/décadas?

A aplicação de tecnologias inovadoras (machine learning, otimização, sistemas autônomos, etc.) não surgiu apenas recentemente com a Indústria 4.0, na verdade, há muito tempo algumas indústrias benchmarks vêm implantando soluções deste tipo. O que ocorre é que a grande onda de transformação digital recente do mundo, surgiu muito rapidamente devido ao crescimento exponencial dos recursos computacionais e novos conceitos associados com a cultura digital difundida entre as pessoas nos últimos anos.

Durante minha carreira vi diversas soluções inovadoras serem implantadas e acabarem “morrendo” por diversos motivos, mas, o principal deles, não era a tecnologia em si, e sim a falta de processos e metas associadas às pessoas e ao negócio.

Portanto, a resposta para a pergunta de como SUSTENTAR está em alguns fatores críticos de sucesso a serem tratados, na minha visão, antes mesmo da implantação das tecnologias. São eles: alinhamento com as estratégias e drivers do negócio, processos bem desenhados em consonância com uma governança que dará as diretrizes e a autoridade, ferramentas de monitoramento do desempenho destas soluções associados com os indicadores financeiros do negócio e, o mais importante, pessoas capacitadas e engajadas com a nova cultura digital.

VALORIZAÇÃO DO ENGAJAMENTO DE PESSOAS

Recentemente li um livro que recomendo a todos: “Disrupção e Inovação – Como Sobreviver ao Futuro Incerto” de Joi Ito (Diretor do MIT Media Lab). Neste livro o autor cita uma frase que está totalmente alinhada com o que pensamos e praticamos na TAGNA:

“…, afinal, tecnologias nada mais são que ferramentas – objetos inúteis e estáticos até que animados por ideias humanas.”

Esta frase se destaca em relação a qualquer discurso de tecnologia disruptiva, pois, de nada adiantará uma ideia inovadora se as pessoas não estiverem engajadas para que ela seja aplicada de forma sustentável. É importante ter em mente que qualquer empresa pode passar pela transformação digital, no entanto nem todas estão aptas a identificar oportunidades de usar isso para fazer algo diferente e gerar resultados para além de apenas aplicar tecnologias.

Portanto, para facilitar o engajamento destas pessoas chaves do negócio temos que trabalhar os pilares de metas da empresa e, consequentemente, as metas pessoais destes profissionais. Sim, é isto mesmo, estas pessoas têm ambições de crescer nas empresas e, nada mais justo do que atribuir os resultados de uma solução tecnológica ao time que a ajudou a implantar, colher e sustentar estes resultados dentro da empresa.

Neste ponto, podemos agregar muito com os desenhos de processos (papéis e responsabilidades, fluxos de trabalho, indicadores, etc.) em harmonia com uma ferramenta digital que permita o monitoramento do desempenho destas soluções tecnológicas com indicadores técnicos e econômicos que facilitem o entendimento de forma simples e ágil de como está a SUSTENTABILIDADE de uma dada solução.

Na TAGNA, desenvolvemos nossos projetos de Indústria 4.0 com base nestes pilares de sustentação e temos soluções específicas para ajudar nossos clientes, consultoria e plataforma digital para tornar realidade este modelo e colher os resultados que todos esperam com a inovação e cultura digital.

Nos próximos posts falarei um pouco mais de nossos cases de sucesso e como estamos ajudando nossos clientes a colher e sustentar os frutos da Indústria 4.0.

Artigo original publicado no LinkedIn

Data da publicação: 25 setembro, 2019 Autor: